quinta-feira, 28 de maio de 2015

Sofia Pequenina - Poeta Helio Militão - Homenagem à Netinha Sofia!


segunda-feira, 25 de maio de 2015

ADRIANO PAI, ERA UM SONHO! Adriano Augusto da Costa Filho

ADRIANO PAI, ERA UM SONHO!
Adriano Augusto da Costa Filho
 
 
 

Em 1902, nasceu meu pai Adriano,
começo do século e um lindo ano
Nasceu e cresceu em Carção
a linda terra de seu coração!
 
 
Ao Brasil chegou na infância,
com sua alma de poeta e na ância
trazida com um sonho sentimental
do imorredouro e lindo Portugal!
 
 
Da sua terra, Carção/Vimioso,
trouxe o fado e seu tom mavioso
Escreveu a história de Portugal
em décimas e de forma sensacional!
 
 
Ensinou gente vinda de Portugal,
de uma forma linda e sem igual
Criou a escola os "Amigos do Saber"
e nunca na vida deixou-se abater!
 
 
Na casa do poeta declamou sua arte,
grande declamador em qualquer parte
também na União Brasileira de Trovadores
Em todo lugar só recebeu muitas flores!
 
 
Seus versos eram um primor,
todos cheios de grande amor
as tristezas deixava de lado
e estava em tudo muito ligado!
 
 
Seu poetar era assim,
o que fez grande bem a mim:
__ Canta amor, canta que eu choro,
tristezas de minha vida
Tu cantas cheio de esperanças
eu choro esperanças perdidas!
 
 
Foi rei no nosso lindo Brasil,
de uma forma toda varonil,
foi o rei maior da gentileza
e a todos dava a sua presteza!
 
 
Desde criança me ensinou o fado,
e eu em Portugal sempre fui ligado
Escrevo no Jornal Mundo Lusíada
para mim é a coisa mais linda da vida!
 
 
Escrevo também na revista Almocreve,
tudo nela é lindo para quem lá escreve
Do Paulo Lopes da querida Carção
terra do nosso eterno coração!
 
 
Foi embora em 31 dezembro,
uma data que sempre relembro
Foi embora o meu querido paizinho
sua alma voltou para o seu ninho!
 
 
Passarão milhões de anos,
todos belos ou muitos insanos
mas, no mundo nunca existiu
outro Adriano igual ao que partiu!
 
 
Se eu sou Adrianinho,
dele só recebi muito carinho
Foi embora para a eternidade
o rei do amor e da bondade!
 
 
Eu choro dia e noite,
como se fosse um açoite
enquanto isso na terra viverei
e um dia na eternidade te encontrarei.

domingo, 10 de maio de 2015

DR. SEBASTIÃO SILVA BARRETO ! - Adriano Augusto da Costa Filho.

DR. SEBASTIÃO SILVA BARRETO !
 
-  MESTRE DOS MESTRES DA POESIA -
 
   NOS IDOS DE ANO DE 1976, O MESTRE DOS MESTRES DA POESIA FUNDOU O " MOVIMENTO POÉTICO NACIONAL"  20 DE OUTUBRO DE 1976, ERA BENEMÉRITO DA "CASA DO POETA DE SÃO PAULO" E DEU AO MUNDO DA POESIA A MAIS LINDA, A MAIOR ENTIDADE LITERO/POÉTICO/MUSICAL DO BRASIL.
  
   A CRIAÇÃO DO MUSEU EM SUA HOMENAGEM NA SUA CIDADE NATAL EM " VISCONDE DO RIO BRANCO" NO ESTADO DE MINAS GERAIS, TORNA-SE UM MARCO GLORIOSO AO MESTRE DA POESIA E À POESIA EM GERAL, ULTRAPASSANDO OS ANAIS DA POESIA DO BRASIL, HAJA VISTA, A HOMENAGEM QUE FOI FEITA EM PORTUGAL, NA CIDADE DE "SINTRA", ONDE O NOME DA FAMILIA " BARRETO" ESTÁ GRAVADO NO TETO DO "CASTELO DE SINTRA".
 
   O DR. SILVA BARRETO, DOOU A SEDE DO MOVIMENTO POÉTICO NACIONAL, À RUA DOS BOGARIS, 183- EM SÃO PAULO, ETERNIZANDO O SEU SONHO MAGISTRAL E HOJE A ENTIDADE É A MAIOR DO BRASIL CONTENDO MAIS DE 200 ASSOCIADOS NO BRASIL, EM PORTUGAL E CANADÁ, COM O JORNAL QUE FUNDOU " A VOZ DA POESIA "  E O "BOLETIM INFORMATIVO MENSAL "  OBRAS PRIMAS DESSE INIGUALÁVEL MESTRE DA POESIA.
 
   TODOS POETAS,  ESCRITORES, DIRETORES ,MÚSICOS,CANTORES,DECLAMADORES E TODOS OS ASSOCIADOS EM TODAS AS ÉPOCAS DOS 40 ANOS DE FUNDAÇÃO DO MOVIMENTO POÉTICO NACIONAL, OS PRESENTES E OS JÁ PASSADOS PARA A VIDA ETERNA, VIBRAM COM ESSA HOMENAGEM AO NOSSO QUERIDO E ETERNO MESTRE, AO NOSSO QUERIDO AMIGO, AO NOSSO POÉTA MÓR DA SABEDORIA JURIDICA E DA SABEDORIA POÉTICA.
 
  OLOR DE FLORES, AO " MUSEU  SILVA BARRETO " QUE ETERNIZARÁ PARA SEMPRE O MAIOR MESTRE DA POESIA BRASILEIRA.
 
  ADRIANO AUGUSTO DA COSTA FILHO.
    Presidente do Movimento Poético Nacional.
          15/03/2014- 15/03/2017.-
 

Abujamra - Provocações

Abujamra - Provocações
Envie Poemas e Textos

Convite - Radio Trianon 740 AM

Convite - Radio Trianon 740 AM
Homenagem ao Poeta Paulo Bomfim

Mais Visitados

Convite

Convite

APE

APE
Associação Portuguesa de Escritores